Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236,
(61) 3215-5236 - dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Rio Branco 2370, 1301, (32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, (31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Aeroporto Regional é tema de reuniões de Margarida em Coronel Pacheco, Goianá e Rio Novo

A deputada federal Margarida Salomão continua sua trajetória por municípios da Zona da Mata, Nesta quarta-feira, 22 de janeiro, a parlamentar esteve nos municípios de Coronel Pacheco, Goianá e Rio Novo, completando 26 cidades visitadas em nove dias. A pauta comum entre os municípios foi a necessidade de tornar o pleno funcionamento do Aeroporto Regional da Zona da Mata (ARZM) uma prioridade conjunta.

 

Margarida com Elesbão

 

Com o prefeito Joaquim Elesbão Meireles (PSD), em Coronel Pacheco, Margarida expôs o anseio por um trabalho conjunto pelo desenvolvimento da Zona da Mata. “A região precisa se unir e Juiz de Fora não chama para si esta responsabilidade. Se trabalharmos, por exemplo, para a saúde de qualidade no município de Coronel Pacheco, as pessoas daqui vão parar de ir a Juiz de Fora para atendimentos básicos.” Para Margarida, o funcionamento pleno do ARZM pode tornar a região do entorno em um “polo de alta tecnologia”. “Mas para isso, é preciso trabalhar uma espécie de coesão entre os municípios”, considerou a deputada.

 

Margarida em Rio Novo

 

Na cidade de Goianá, Margarida visitou lideranças comunitárias locais que manifestaram apoio às ações do mandato e discutiram a reabertura do ARZM. Em Rio Novo, a prefeita Virgínia Ferraz (PRP) e secretários municipais receberam a deputada. Segundo Margarida, a Zona da Mata já trabalha temas comuns como a cooperação nas áreas da saúde e da educação, mas precisa avançar na cooperação pelo desenvolvimento econômico. “A questão do aeroporto não vai ser resolvida pela via técnica — que eu já percorri, inclusive, em reunião com o secretário da Aviação Civil, Moreira Franco. O funcionamento requer união entre os municípios e que o governador de Minas Gerais se envolva”, afirmou a parlamentar.