Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236
CEP 70160-900 Fax: (61) 3215-2236
(61) 3215-3236

Juiz de Fora - MG

Av. Barao do Rio Branco 2370, 1301
Centro - Cep 36016-910
(32) 3236-2857

Fale com a Margarida

Ato ecumênico e inter-religioso pela democracia reúne lideranças na Câmara

Convocado pela deputada federal Margarida Salomão (PT-MG), o “Ato ecumênico e inter-religioso pela democracia” reuniu nesta quarta-feira (30) lideranças religiosas e de movimentos sociais e partidárias, como João Pedro Stédile, do MST, o ex-ministro Gilberto Carvalho, que tem ligações com a Igreja Católica, além de representantes da CNBB e de religiões de matizes africanas. “Foi um belo ato pela democracia”, resumiu a parlamentar mineira.

A nota triste foi mais uma ação partidária do presidente da Casa, Eduardo Cunha, que se negou a ceder auditório Nereu Ramos para a realização do evento. Embora a deputada tenha solicitado que o ato fosse realizado no maior espaço de eventos da Câmara com uma semana de antecedência, Cunha negou o pedido afirmando que este só chegou no dia do ato pela manhã e que o horário solicitado para a realização, das 18h às 21h, era pouco usual.

ato ecuménico

“A sua presidência é o que se pode chamar de presidência militante. Ele é, na verdade, um militante de uma causa específica: o impeachment da presidenta Dilma. Este não foi o único ato dessa semana em que ele demonstrou essa discricionariedade despótica. Ele também usou a TV Câmara para transmitir o ato em que o PMDB se retirou do governo, uma quebra de praxe. A TV Câmara não tem a tradição de transmitir eventos partidários. Apenas episódios do legislativo como um todo. Nós queremos deplorar essa atitude, esperamos que o mais breve possível ele seja removido da presidência da Casa”, afirmou a deputada.