Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236
CEP 70160-900 Fax: (61) 3215-2236
(61) 3215-3236

Juiz de Fora - MG

Av. Barao do Rio Branco 2370, 1301
Centro - Cep 36016-910
(32) 3236-2857

Fale com a Margarida

Capa e matéria da IstoÉ violentam todas as mulheres

O sensacionalismo e o pouco apreço pelo bom jornalismo demonstra o desespero da revista IstoÉ, que tenta desqualificar e desmoralizar a presidenta Dilma Rousseff que está resistindo bravamente aos ataques contra ela e ao seu governo em todas as esferas. A revista associou o otimismo dela em vencer o processo de impeachment na Câmara dos Deputados a um dos estágios de um processo de perda: a negação da realidade. Ora, quem está negando a realidade é este veículo, buscando contagiar seus leitores com ódio, machismo e misoginia.

Dilma tem todo o direito de estar otimista, ainda mais com tantas manifestações de apoio realizada nos últimos dias feitas por artistas, movimentos sociais, lideranças religiosas e do povo que saiu às ruas em todo o Brasil na quinta-feira (31) para defender a democracia.

PARA ENTENDER QUE NÃO É MATÉRIA, É UM ATAQUE A TODAS AS MULHERES

Sem citar o nome de uma fonte sequer que confirme as supostas insinuações feitas por assessores, a IstoÉ chega ao cúmulo de publicar supostas prescrições médicas e compara a presidenta Dilma a rainha Maria I de Portugal, conhecida como “Maria Louca” que tinha problemas mentais e constantes alucinações. Uma psiquiatra que não consultou a presidenta traça diagnósticos sobre ela. Isso não é jornalismo, é o uso de argumentos machistas e sexistas. Se antes ela era estereotipada como “gerentona”, agora, como está claro que impeachment sem crime de responsabilidade é golpe, usam a destituição do feminino para tentar emplacar a imagem de mulher descontrolada, para condená-la moralmente.

Repudiamos veementemente a edição da revista IstoÉ, que ofende violentamente todas as mulheres, especialmente aquelas que custosamente chegam à frente da política, porque muitas desistiram da caminhada de tanto sofrerem ataques desse nível.

Dilma Rousseff, RESISTA! Nós somos muitas e estamos na luta!

‪#‎NãoVaiTerGolpe‬ ‪#‎MachistasNãoPassarão‬ ‪#‎IstoÉMachismo‬