Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236
CEP 70160-900 Fax: (61) 3215-2236
(61) 3215-3236

Juiz de Fora - MG

Av. Barao do Rio Branco 2370, 1301
Centro - Cep 36016-910
(32) 3236-2857

Fale com a Margarida

Cenário político-econômico brasileiro é tema das visitas na Zona da Mata

“Temos que debater política com as pessoas. Defender o nosso projeto de desenvolvimento com inclusão social, erguer nossa bandeira porque nada acontece por milagre, só com trabalho”, destacou a deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) nos encontros que teve na região da Zona da Mata, no último sábado (21).

A deputada acredita que apesar do cenário difícil, com o Congresso dividido em 28 partidos, o momento é rico para a discussão política. Nas conversas, os moradores da perguntaram sobre corrupção, reforma política, ajuste fiscal e até democratização da comunicação. Margarida Salomão disse que o noticiário apocalíptico não condiz com a realidade do povo brasileiro, especialmente as camadas populares e que há um desrespeito ao resultado das urnas.

“É preciso ter clareza sobre o que está em jogo. O que tentam barrar é a nossa política de valorização do salário mínimo, de habitação, de educação, de programas sociais e de investimento na agricultura familiar que é importantíssima para a nossa região”, ressaltou a deputada. Ainda sobre a agricultura familiar, Margarida avalia que a mudança do governo do estado facilita as relações e, por isso, haverá mais possibilidades de desenvolver os programas federais em Minas Gerais.

A deputada fez questão de destacar as ações de combate à corrupção dos governos Lula e Dilma. “Quem combate, coloca em evidência porque está mostrando que existe. E no Brasil sempre houve um carnaval de corrupção, inclusive com a naturalização da sonegação de impostos. Estes que apontam o dedo agora são os que sempre roubaram, os mais corruptos”, declarou.

 

Roda

Piau

A deputada se comprometeu a interceder para ajudar a viabilizar habitações populares do programa “Minha Casa Minha Vida” para famílias que vivem em áreas de risco ou irregulares

Rio Pomba

Margarida destacou o papel econômico do Instituto Federal Educação, Ciência e Tecnologia (IFET) –  Sudeste de Minas Gerais na cidade e se colocou na defesa de recursos para a manutenção da política de interiorização dos institutos federais de educação. “Na pátria educadora não pode ter corte na educação”, afirmou na Rádio Jovem Rio.

Tocantins

Um dos problemas locais é o registro de terras de uma comunidade limítrofe. Enquanto as propriedades ficam localizadas geograficamente em Piraúba, os moradores recebem correspondência e utilizam os serviços públicos de Tocantins. A deputada colocou o mandato à disposição para intermediar uma solução.