Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236,
(61) 3215-5236 - dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Rio Branco 2370, 1301, (32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, (31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Margarida comemora retomada de voos no aeroporto regional

Abraço ao Aeroporto

A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) comemorou a retomada dos voos no Aeroporto Presidente Itamar Franco, situado entre os municípios de Rio Novo e Goianá. A companhia Azul deve disponibilizar, já a partir do dia 20 de março, um horário para o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (Confins) e outro de retorno, inicialmente. Desde o ano passado, a empresa só opera no Aeroporto da Serrinha, em Juiz de Fora, onde vai continuar atuando com as linhas para Campinas (SP). A informação foi confirmada em matéria desta quinta do jornal eletrônico Correio do Brasil.

Desde que foi anunciado o fim das operações no aeroporto regional, Margarida vem se empenhando pelo retorno dos voos. Nas recentes visitas que fez aos municípios da região, o aeroporto foi tema de reuniões em Coronel Pacheco, Goianá e Rio Novo. Para Margarida o pleno funcionamento do aeroporto é o primeiro passo para tornar a região do seu entorno, um polo de alta tecnologia. “Minha luta pela manutenção dos voos é também uma luta pela retomada do crescimento da Zona da Mata. Nossa região precisa desse importante instrumento, que pode ser utilizado tanto para voos de passageiros, quanto para o embarque de cargas”.

Mobilização em prol do aeroporto – No dia 9 de maio de 2013, Margarida deu início ao Movimento Pró Aeroporto Itamar Franco, para garantir a manutenção das atividades no terminal. Na ocasião, empresários e lideranças políticas formalizaram um documento que foi entregue pela deputada ao ministro da Secretaria da Aviação Civil, Moreira Franco, e em seguida encaminhado à presidenta Dilma Rousseff. O documento continha explicações sobre a importância do equipamento para a região, considerado fundamental para o desenvolvimento econômico da Zona da Mata.