Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236,
(61) 3215-5236 - dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Rio Branco 2370, 1301, (32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, (31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Margarida Salomão aguarda providências da PGR sobre impeachment do ministro Augusto Heleno

A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) espera que o procurador-geral da República, Augusto Aras, tome as providências necessárias, com urgência em relação ao pedido de impeachment do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Nesta quinta-feira(28), o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) acatou a petição da deputada Margarida Salomão (PT-MG) e dos deputados Rogério Correia (PT-MG) e Célio Moura (PT-TO) protocolada, na última segunda-feira (25).

“O procurador-geral da República tem uma oportunidade de ouro para mostrar que não está no bolso do Bolsonaro. A notícia de ontem, de que o presidente cogitaria indicá-lo para a vaga de Celso de Melo [no STF], vejam que ironia, não deve demovê-lo da sua obrigação ética de cumprir seu dever, eticamente”, destacou Margarida Salomão.

“Se há de fatos indícios de crime, e estamos completamente convencidos de que a nossa denúncia é bem fundamentada, nós esperamos que ele dê sequência ao processo e não o engavete. Nossa expectativa é que Augusto Aras aja de acordo com suas obrigações funcionais e não permita que suas ambições pessoais o impeçam de cumprir o seu dever”, concluiu a parlamentar.

A petição dos parlamentares foi motivada por uma nota do ministro Augusto Heleno com ameças à democracia na qual ele afirmou que a apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro traria “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”. O pedido dos parlamentares se fundamenta na Lei n.º 1.079/50, sobre os atos que atentam contra a Constituição Federal.