Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236,
(61) 3215-5236 - dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Rio Branco 2370, 1301, (32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, (31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Margarida Salomão defende retomada do projeto do contorno ferroviário em Juiz de Fora

A deputada federal Margarida Salomão defendeu a retomada do projeto do contorno ferroviário em Juiz de Fora, nesta segunda-feira (19), durante a audiência pública sobre a possibilidade de renovação da concessão do direito de uso da linha férrea para a MRS Logística. “Acredito que uma parceria público-privada poderia, neste caso, ser a solução da agonia que todos os juiz-foranos e juiz-foranas passam diariamente. Essa seria uma resposta moderna e de alto impacto para a mobilidade urbana: o uso da linha dentro da cidade para transporte de passageiros e transporte de cargas feito por meio de um anel ferroviário, a ser construído. Me coloco como uma interlocutora nesse processo junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Quero reforçar o meu compromisso com a cidade, com a Câmara e com todos os envolvidos para resolver essa questão que tanto aflige a nós”, destacou a parlamentar.

No âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República (PPI), a concessionária pleiteia, desde 2017, junto à ANTT, a prorrogação antecipada por 30 anos do acordo em vigência, cujo término ocorre em dezembro de 2026. A extensão teria valor de outorga na ordem de R$ 2,075 bilhões.

 

“A prorrogação antecipada da concessão não me preocupa. O que me preocupa é a falta de contrapartidas para uma situação muito onerosa para Juiz de Fora, que é a travessia da cidade pelo transporte ferroviário de cargas. Precisamos de uma solução que não seja cosmética”, destacou a deputada.

A audiência foi convocada pelo vereador Juraci Scheffer e contou com a presença de vereadores, líderes comunitários, secretários de Governo e representantes da empresa e da Agência Nacional de Transportes Terrestres.