Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236,
(61) 3215-5236 - dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Rio Branco 2370, 1301, (32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, (31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Margarida Salomão participa da inauguração do Coworking do CRITT

O Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt) inaugurou nesta sexta-feira, 8, o Coworking do Critt. O espaço conta com uma estrutura moderna, voltada para o desenvolvimento de startups e empresas de base tecnológica de Juiz de Fora e região, em sinergia com o ambiente acadêmico.

Com muita luta e com o apoio de todas e todos que lutam pela Educação, a deputada Margarida Salomão indicou R$ 390 mil para a construção deste espaço de conhecimento.

A inauguração contou com a presença do reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Marcus David, da deputada federal Margarida Salomão (PT-MG), do pró-reitor de Infraestrutura e Gestão (Proinfra), Marcos Tanure Sanábio, do diretor de Inovação da UFJF, Ignacio Godinho Delgado, e do diretor da Imagem Institucional, Márcio Guerra.

Marcus David ressaltou a preparação por parte do Conselho Superior (Consu) para possibilitar a criação do espaço, por meio da resolução do Marco Legal da Inovação. “A Universidade sabe que tem potencial para gerar inovação, a partir do conhecimento intelectual do qual dispõe. Isso se torna possível a partir de espaços como esse, que fomentam essas parcerias.”

Segundo o diretor do Critt, Ignacio Godinho Delgado, a ideia é que o coworking seja um espaço dentro do arranjo geral do setor de Empreendedorismo do Centro. “Além da possibilidade de interações mais contínuas e eficientes de quem está dentro do coworking, trata-se de um ambiente acadêmico, podendo contar com o capital intelectual que a Universidade gera”.

O gerente do setor de Empreendedorismo, Rafael Gonçalves, explica que o Coworking do Critt não é um espaço comercial. “Aqui vamos trabalhar em uma política diferente. Não será comercial, mas um espaço compartilhado e sem divisões. As empresas nos seus boxes e nas suas salas. Essas são características principais de um coworking e o nosso será assim”. Gonçalves ainda ressalta que o coworking não será apenas um espaço compartilhado de trabalho. “A ideia é que no coworking também aconteçam capacitações e eventos de empreendedorismo, fomentando cada vez mais a interação entre empreendedores”.

 

Para a deputada federal é essencial existir um espaço de trabalho compartilhado dentro da Universidade. “O trabalho contemporâneo é horizontalizado, colaborativo e de rede. Então, na medida que o espaço físico propicia isso, estaremos oferecendo melhores condições de gerar novas ideias, de compreender melhor os desafios”. Margarida acrescenta que o Coworking do Critt permite que o Centro prossiga sua trajetória pioneira de introdução da inovação, não só na UFJF, mas em toda região. “É exatamente por isso que tive a oportunidade e o privilégio de poder contribuir com o valor da emenda parlamentar, para que esse espaço se viabilizasse, se materializasse. Não tenho dúvida de que é um grande avanço, não só para o Critt, mas para a nossa Universidade e para a evolução econômica e tecnológica da nossa cidade e da região.”

Para quem é o Coworking do Critt?

O espaço será voltado para participantes dos programas de empreendedorismo do Critt. “Isso inclui todos os nossos programas: os participantes das oficinas de ideação, as startups participantes do SPEEDlab, as empresas incubadas e as empresas do condomínio de empresas”, explica Gonçalves.

O diretor comercial da empresa OPT, uma das empresas do condomínio de empresas, Nuno Balhau, acredita que o Coworking do Critt irá proporcionar uma troca de experiências e de conhecimento entre aqueles que compartilharão o espaço. “É um lugar para trocar ideias e seria bem interessante para, quem sabe, empresas virarem spinoffs.”

O sócio-proprietário da Automaway, empresa incubada no Critt, espera que o ambiente proporcione contato com outras empresas e oportunidades de network no mercado de tecnologia que ampliem seus conhecimentos por meio das experiências de outras empresas. “Vai ser importante a troca de saberes com outros colegas e empresários que têm pontos positivos e também já passaram por erros, ma que apresentem soluções que possam agregar no meu empreendimento e melhorar meus processos.”

A vice-diretora da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Cristina Sayuri Ouchi Côrtes Dusi, que esteve presente na inauguração, acredita que o espaço vá contribuir para estimular o empreendedorismo e a inovação entre os alunos da Universidade, mas também na cidade e na região. “A abertura desse espaço mostra a UFJF ainda mais aberta à comunidade, para que ela possa trazer suas tecnologias, seus novos empreendimentos e desenvolver, em conjunto; pensando coletivamente.”

O Coworking do Critt

O Coworking do Critt foi construído em duas etapas. Em 2015, com recursos da Fapemig, foi estruturado o espaço em que hoje estão instaladas as empresas incubadas e o coworking. Em 2016, a Pró-reitoria de Infraestrutura (Proinfra) conduziu a montagem das instalações do espaço das empresas incubadas e, em 2018 e 2019, com recursos de uma emenda parlamentar da deputada federal Margarida Salomão (PT-MG), foram angariados os itens e contratados os serviços necessários à instalação do coworking, além de efetuadas melhorias no Critt e adquiridos diversos equipamentos. Uma mesa de sinuca foi doada para o local pelo Fátima Buffet.