Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236
CEP 70160-900 (61) 3215-5236 dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Barao do Rio Branco 2370, 1301
Centro - Cep 36016-910
(32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, Santo Agostinho CEP 30190-131
(31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Margarida Salomão pede ao ministro Marcos Pontes que defenda recursos públicos para Ciência e Tecnologia

 

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, apresentou as perspectivas de trabalho no setor para a comissão de Educação da Câmara dos Deputados, realizada nesta quarta-feira (08).

Coordenadora da Frente Parlamentar pela Valorização das Universidades Federais, pesquisadora e ex-reitora, a deputada federal Margarida Salomão contestou o ministro. “O senhor veio aqui e disse que Ciência e Tecnologia é para dar boas notícias, mas o senhor mesmo é portador de uma péssima notícia, que é a mutilação da Lei Orçamentária de 2019 que está dentro de uma amputação maior que é a emenda constitucional 95”.

A deputada também divergiu de Marcus Pontes que defendeu outras formas de financiamento. “O ministro diz que aguarda uma solução de aporte do setor privado. Serei portadora da má notícia: não aguarde porque isso não acontece, não acontecerá e não aconteceu em nenhum lugar do mundo. Você tem investimento privado quando o investimento público aparece”, ressaltou, lembrando que a tecnologia touch é originária de uma tese de doutorado de uma universidade pública americana e que a web resultou do investimento estratégico em defesa do Pentágono e da cooperação do Pentágono com as universidades.

“É necessário ambiente com investimento público para que, inclusive, tenhamos empresários dispostos a inovar. Isso também é uma questão de criação de cultura. Para isso, é fundamental o papel da Ciência e da divulgação da Ciência. As universidades precisam contar o que elas fazem porque, se isso não é feito, elas podem ser mal interpretadas como sítio da balbúrdia, quando, na verdade, elas são o sítio da inovação, do debate”, destacou a parlamentar.

A deputada ratificou ainda que defender o orçamento das universidades públicas não é uma luta partidária, mas a defesa de um legado de décadas. “Sou uma deputada do PT, mas quero falar do que foi feito por Getúlio Vargas, por JK, por Ernesto Geisel. É necessário reivindicar o legado de todos para que nós possamos, efetivamente, defendê-los”.
Por fim, a parlamentar se colocou como aliada, mas cobrou do ministro que ele também cumpra seu papel. “Coordeno a Frente de Valorização das Universidades Federais. Conte com as universidades federais nessa luta, pela defesa do orçamento público para a Ciência e Tecnologia, mas é necessário que o senhor dentro do governo, também faça essa defesa”, finalizou.

Bloqueio de bolsas

No final do dia, foi anunciado o bloqueio de forma generalizada de bolsas de mestrado e doutorado oferecidas pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Também a SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) e outras entidades (Andifes, ABC, entre outras), com apoio de alguns parlamentares, lançou a Iniciativa de Ciência e Tecnologia no Parlamento – ICTP.br. É uma plataforma da comunidade científica para apresentação e defesa de propostas da Ciência e Tecnologia junto ao Congresso Nacional e legislativos estaduais e municipais.