Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236
CEP 70160-900 Fax: (61) 3215-2236
(61) 3215-3236

Juiz de Fora - MG

Av. Barao do Rio Branco 2370, 1301
Centro - Cep 36016-910
(32) 3236-2857

Fale com a Margarida

Margarida Salomão reúne lideranças comunitárias para prestação de contas do mandato

A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) reuniu diversas lideranças comunitárias para um grande bate-papo neste sábado no Ritz Hotel, em Juiz de Fora. “O sentimento que nos une é a amizade. Vivemos e viveremos momentos de muitas dificuldades, mas estamos juntos e juntas. Continuarei com a porta aberta para a ajudar para que todos e todas tenham os mesmos direitos, que estão tão ameaçados por esse governo ilegítimo de Michel Temer”, destacou a deputada majoritária de Juiz de Fora.

Margarida afirmou que fará encontros períodos com a lideranças para ouvir a demandas e encaminhar as soluções possíveis dentro das suas possibilidades como parlamentar. “Nós sabemos que a Juiz de Fora de verdade tem inúmeros problemas. Vamos trabalhar no máximo da nossa capacidade para solucioná-los”, destacou. Outros encontros com lideranças de Juiz de Fora e região serão realizados em breve.

sala-cheia

RETROCESSOS DE TEMER 

Os retrocessos com o (des)governo Temer estão vindo de forma impressionante. A PEC 55, conhecida como PEC da Maldade, que congela os investimentos sociais por 20 anos é o carro chefe deles e é o que irá retirar todos os benefícios conquistados com muita luta pelo povo brasileiro.

“Eles querem cortar tudo: vagas na Universidade, aposentadoria, 13º salário, aumento real do salário mínimo e até diminuir o prazo da licença maternidade. Escolheram para fazer as maldades uma pessoa que não tem voto, por isso não presta contas a ninguém. Acham que o povo brasileiro não tem direito a nada. O povo precisa é de mais direitos e conquistas. O justo é fazer o acerto da conta da crise pelos mais ricos. Quem tem muito ajuda quem não tem nada. Essa é a luta que devemos fazer”, finalizou.