Em tarde de festa, dez alunos receberam certificado do projeto de extensão da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em parceria com a Associação de Apoio a Crianças e Idosos (AACI). Com recursos de emenda parlamentar da deputada e ex-reitora Margarida Salomão, os alunos tiveram seis encontros, um a cada semana, com duração de quatro horas por dia, ministrados pela professora da Faculdade de Enfermagem da UFJF, Ângela Maria Gonçalves.

“O cuidado com idosos tem sido dado por pessoas leigas, sem nenhum conhecimento. Então, a ideia da oficina é pegar este grupo e dar o mínimo de orientação para que possa atender às pessoas da terceira idade de uma forma mais qualificada. Para os alunos, estamos dando uma oportunidade já que, agora, saem com uma certificação que o mercado exige”, afirmou a professora.

Os participantes aprenderam técnicas para desenvolver o cuidado com os idosos, como postura e ética profissional; cuidados com alimentação e higienização; primeiros socorros; cuidados preventivos; apoio emocional e familiar, e noções de uso de aparelhos como cadeira de rodas. Todas as atividades foram realizadas na sede da AACI, no bairro Nova Era, Zona Norte de Juiz de Fora.

“Por envolver a população, esse tipo de trabalho é muito importante para uma associação como a nossa. Eles são nossa área de interesse. O curso é muito bom e, além de capacitar o profissional para o mercado de trabalho, cuidar de idosos é uma ocupação que está em processo de crescimento. É muito gratificante ver o resultado de um projeto como este”, disse um dos coordenadores da AACI, Flávio Galone.

Para obterem o certificado, os alunos precisaram comparecer em pelo menos 75 por cento das aulas e conseguir, no mínimo, 60 por cento na avaliação final do curso. Alguns deles, inclusive, já têm experiências na área de saúde e participaram do projeto para aprimorar os conhecimentos e incrementar o currículo.

“Estava fazendo o curso de enfermagem e vi na oficina uma oportunidade de me aperfeiçoar. Daqui, levamos vários aprendizados importantes, como a arte de cuidar do idoso, saber ter paciência com as pessoas e ter amor ao próximo”, contou Roger Nascimento, de 22 anos.

Maria Nazareth é formada em auxiliar de farmácia e viu no projeto de extensão uma forma de adquirir conhecimentos para futuramente ingressar na área de Enfermagem. “As aulas foram muito produtivas. Aprendi muitas técnicas que eu acho que vão me ajudar até mesmo no dia a dia, como cuidar e zelar pela vida dos idosos e também de outras pessoas, como as que moram na nossa casa.”

Já Ísis dos Santos relata que a perda da mãe quando tinha apenas seis anos foi um dos motivos para fazer a oficina. “Desde então tive vontade de cuidar das pessoas”. É o que mais amo fazer. Minha vocação é cuidar de idosos.”

Quem entregou os diplomas, representando a deputada federal Margarida Salomão, foi a chefe de gabinete Cidinha Louzada. Ela ressaltou o compromisso de destinar dinheiro público para as pessoas, investindo na população.

“As emendas parlamentares da deputada Margarida Salomão sempre são investidas em pessoas, seja na área da saúde, do esporte ou do lazer. No caso desta oficina, é uma profissão que está crescendo bastante porque temos um número grande de idosos. A importância é estar proporcionando um treinamento para saber lidar com o ser humano, em um momento frágil da vida, onde se passa por várias dificuldades. É fundamental para essas pessoas ter um profissional treinado e qualificado.”

Fonte: UFJF