Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236,
(61) 3215-5236 - dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Rio Branco 2370, 1301, (32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, (31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Para Margarida, PNE é um gol de placa para a sociedade brasileira

06-27 PNEA deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) parabenizou, nesta sexta-feira, através de seu Twitter, o Núcleo de Educação da bancada federal do Partido dos Trabalhadores, que foi de fundamental importância para a aprovação e sanção do Plano Nacional de Educação (PNE). Sancionado, sem vetos, nesta quarta-feira, pela presidenta Dilma Rousseff, o PNE estabelece, entre outras 19 metas estratégicas, que 10% do Produto Interno Bruto (PIB) sejam destinados à educação.

Margarida considerou a sanção um “gol de placa para a sociedade brasileira” e destacou o empenho do governo federal em captar mais recursos para a área. Ela lembrou que, em 2001, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) vetou nove pontos do PNE, entre eles, o aumento no percentual de gastos públicos com a educação de 5% para 7% do PIB. Os vetos prejudicaram o cumprimento das metas para os dez anos seguintes e provocaram descontentamento de entidades ligadas à educação. “Esta é uma das principais diferenças entre Dilma e os Tucanos: destinar 10% do PIB para a Educação Pública quando FHC vetou 7%”.

PNE – O Plano Nacional de Educação foi proposto pelo Executivo em 2010 e estabelece 20 metas para a educação, desde a creche até a pós-graduação, para os próximos dez anos. A principal delas é o investimento de 10% do PIB. Também a erradicação do analfabetismo e a universalização da educação infantil, fundamental e do ensino médio estão entre os objetivos. A presidenta Dilma destacou que muitas das estratégias previstas já são implementas pelo governo federal. Para ela, a valorização dos professores, o aumento dos investimentos e o fortalecimento da articulação da União com os estados, o Distrito Federal e os municípios são fundamentais para vencer os desafios impostos pelo PNE, assim como os recursos do royalties do petróleo e do Fundo Social do pré-sal abrem a perspectiva de tornar as metas uma realidade.