Fale com a Margarida

Mande uma mensagem para a Deputada que ela
te responderá em breve.

Gabinetes

Brasília - DF

Câmara dos Deputados Anexo IV, Gabinete 236,
(61) 3215-5236 - dep.margaridasalomao@camara.leg.br

Juiz de Fora - MG

Av. Rio Branco 2370, 1301, (32) 3236-2857

BELO HORIZONTE - MG
Avenida Barbacena, 1018, sala 805, (31) 3504-9736 margaridasalomao.assbh@gmail.com

Fale com a Margarida

Primeiro dia de seminário tem dados sobre produção científica e relevância das universidades

No primeiro dia do seminário para debater o papel da universidade pública no desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil, os participantes foram unânimes em destacar a centralidade das instituições federais na produção de ciência e inovação do país. Autonomia, gestão e financiamento foram os assuntos do primeiro dia de discussões. “Os dados apresentados aqui hoje são contundentes, apresentados por especialistas da maior relevância. A ciência que vem sendo produzida no Brasil especialmente pelas universidades públicas é de padrão mundial”, destacou a deputada Margarida Salomão, que propôs a realização do encontro.

 (Foto: Gabriel Paiva/PT na Câmara)

O ex-reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Roberto Salles, que preside o grupo de trabalho instituído pela Câmara dos Deputados para traçar um diagnóstico da educação superior brasileira, lembrou que mais da metade da produção científica brasileira é produzida por instituições públicas federais.

“Nos temos universidades jovens, e mesmo assim, estamos na frente de muitos países. O governo tinha que ter orgulho do que as universidades brasileiras fazem. Temos centros de pesquisa excelentes, temos empresas como Embrapa, institutos como a Fiocruz, de primeiríssima linha. Não se pode brincar de educação, mudar tudo quando se muda o governo. Educação tem que ser uma questão de Estado, não de governo”, afirmou Salles.

A reitora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Sandra Almeida, lembrou que os ataques às universidades públicas têm se dado em várias níveis. “Temos sofrido agressões não apenas no campo material, com restrições orçamentárias, mas também no campo simbólico, com informações infundadas, dados inverídicos, usados de má fé. As universidades têm papel importantíssimo. São a solução, e não problema, solução para um país que quer ser desenvolvido, mais equânime. A solução está no investimento contínuo e sustentável nas universidades.

A vice-presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Helena Nader, reafirmou que ciência e educação não representam gastos para o país. “Os alunos de hoje serão cidadãos, líderes, trabalhadores e pais do amanha. A educação é investimento com benefícios duradouros”, disse.

O segundo dia de debates do seminário “O papel da Universidade Pública no desenvolvimento da Ciência e Tecnologia, da Educação e do Conhecimento” terá como tema as perspectivas para as universidades brasileiras. O encontro acontece a partir das 10h, no Plenário 13 da Câmara dos Deputados. O seminário é uma realização das Comissões de Educação e de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, e terá transmissão ao vivo e interatividade pelo link https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/1362